[vc_row][vc_column][vc_column_text]Momento de carinho, a troca de fralda é valioso para fortalecer vínculos com o bebê.
Quando o assunto é cuidado com o bebê, o uso correto das fraldas descartáveis é um dos tópicos que mais geram dúvidas, pois neste momento é possível notar um aumento no vínculo afetivo e cumprir essa tarefa corretamente é única. Seguem algumas das principais dúvidas:

Existe a fralda ideal?
A fralda ideal é aquela que absorve mais, contenha o gel absorvível e a camada de contato com a pele do bebê seja de algodão.

Qual o tamanho correto?
Os fabricantes de fraldas descartáveis incluem em suas embalagens os tamanhos adequados de acordo com o peso de cada criança, ou seja, conforme o peso do bebê os pais devem escolher o tipo de fralda ideal. Dica: O pediatra poderá auxiliar também!

Como saber se não está apertada?
O elástico em volta das pernas do bebê indicará se está muito apertado ou não. Utilize o seu dedo para sentir. E o velcro na cintura do bebê, ele pode ultrapassar três dedos entre a fralda e a cintura.

Com que frequência deve ser trocada a fralda do bebê?
O esperado é que seja realizada 8 trocas ao dia e, o ideal é verificar a cada 3 horas.

Qual a importância de sempre verificar a fralda a cada 3 horas?
As crianças nos seus primeiros seis meses de vida não possuem a maturidade para avisar sobre a situação da sua fralda, por isso, precisamos verificá-la. Em nossa pele já existem fungos e bactérias, porém, existe um equilíbrio. A região da genitália sofre bastante com a umidade que tem na urina e nas fezes.
O material sintético das fraldas faz com que a pele do bebê sinta bastante. A fralda, ao permanecer umedecida por algum longo tempo sob o efeito dessas substâncias liberadas, cria barreiras na pele que se tornam uma porta de entrada para os fungos e bactérias.

Bebês que dormem a noite inteira devem ser acordados para realizar a troca?
Sim, porém, sabemos que durante o dia a dia isso não ocorre, então com o passar do tempo os pais percebem se as crianças são mais sensíveis ou não a ‘X’ período de uso da fralda, e também os pais vão aperfeiçoando e desenvolvendo essa habilidade para realizar a troca sem acordar a criança. Atenção! Pais, vocês devem estar cientes de que as crianças correm maior risco em desenvolver dermatite se não houver as trocas durante o período noturno.

Qual a forma correta de limpar o bebê durante a troca de fralda?
A forma correta é lavar o bebê com água quente corrente e sabão neutro, depois enxugar bem com uma toalhinha, passar a pomada de barreira, que são os cremes de assaduras que contém óxido de zinco e demais vitaminas e colocar a nova fralda. Dica: Quando sair com as crianças, os pais devem levar garrafinhas de água mineral e sabonete líquido neutro para auxiliar durante as trocas.

Lenços umedecidos são ruins?
Os lenços ou toalhas umedecidas retiram as sujeiras visíveis. Por isso, reforçamos que os lenços ou toalhas não limpam por inteiro e ainda podem deixar o local com mais umidade. Usem a quantidade correta.

Qual o uso correto da pomada antiassaduras?
A pomada serve como uma barreira protetora e que deixa a pele do bebê mais impermeável, além de conter vitaminas e zinco. O grande segredo para o uso da pomada é não deixar a pele úmida, e passar na região entre as dobras da coxa e a genitália e nas polpas das nádegas. Mas não dentro da genitália, pois isso pode causar possíveis acessos a bactérias.

Utilizar talco é correto?
Os médicos não recomendam, o que eles indicam é que utilizem a maisena ou outros produtos à base de amido de milho.

Quais são os principais sintomas de dermatites de contatos causados pela fralda?
Além da vermelhidão, quando a criança realiza suas necessidades, ela pode se sentir irritada e causar desconforto ainda maior na área que já está inflamada.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]