[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Pessoas que trabalham sentadas, fazem viagens longas ou estão em repouso pós-operatório permanecem muito tempo paradas na mesma posição podem ter trombose.

Segundo a cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, para explicar a trombose, é necessário entender como funciona a circulação das pernas.

“O coração bombeia o sangue de alta pressão que vai irrigar todos os tecidos e depois esse sangue retorna para o pulmão pelo sistema venoso para ser oxigenado novamente. Enquanto o coração é o grande protagonista do sistema arterial, a musculatura da panturrilha é o principal responsável pelo retorno efetivo do sangue para o pulmão”, explica.

Dessa forma, é fácil imaginar que qualquer situação onde a panturrilha não funcione adequadamente vai piorar a circulação, diminuindo a velocidade do sangue dentro das veias.

A trombose, de acordo com a especialista, geralmente, vai se manifestar com um quadro de dor na perna, principalmente na panturrilha, associado a inchaço persistente, calor, sensibilidade e vermelhidão.

Saiba como evitar:

– Realizar exercícios movimentando os pés a cada hora de trabalho sentado;
– Levantar a cada hora e andar para movimentar um pouco as pernas;
– Beber muita água;
– Para alguns casos, usar meias de compressão para conforto e melhor rendimento.

Segundo a doutora Aline, os hábitos de vida saudáveis, como a prática de atividades físicas, são fundamentais.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]